in Tablets

Such a Shame, Toshiba

Toshiba anunciou durante o CES 2011 em Las Vegas a sua nova tablet, e se for pelas especificações, poderá tornar-se num aparelho interessante.

Digo “poderá” pois a tablet não só está prevista ser lançada na primavera de 2011 (a falta de data sugere possíveis imprevistos) bem como não tem ainda o preço definido – ou pelo menos não o estão a comunicar. O preço poderá ser chave no sucesso do tablet.

O que mais intrigou foi ver a empresa Japonesa adoptar uma for a de fazer marketing mais parecido com os mais implacáveis de marketeers que atacam a concorrência enchendo o mercado com muito ar quente simplesmente para desviar a atenção dos menos atentos.

Se visitar www.thetoshibatablet.com num iPad, iPhone ou iPod Touch, não poderá ver os “rebuçadinhos”. Porquê? Porque utiliza Adobe Flash. Pior, acharam que podiam aproveitar o momento.

Irá então ver esta mensagem:

“Que pena. Adicione este site à lista de lugares interessantes na Internet que não consegue ver no seu aparelho. Claro que se tivesse o Toshiba Tablet, certamente que iria gozar toda a Internet. Yep, sites com Flash também.”

É desta forma irónico que eu consigo ver muito mais com o meu iPad do que já mais podia com o Toshiba Tablet. Porquê? Porque não existe.

Sugeria uma pequena alteração ao texto para que ficasse correcto:

…”se tivesse o Toshiba Tablet, certamente que iria gozar toda a internet… daqui a 3-4 meses… ou não”.

Se parassem de perseguir a Apple e pensassem mesmo na inovação?

Existe um factor paradoxal no lançamento de todos estes tablets quase em simultâneo, podendo mesmo vir a criar um efeito inverso. Como humanos, somos de facto muito irracionais, odiando a árdua tarefa de escolher, necessitando sempre de algo para comparar. Neste caso, o avultoso número de tablets a serem lançados, cada um com as suas características e diversos sistemas operativos, poderá inevitavelmente levar o consumidor a escolher o iPad mesmo que inicialmente não o quisesse – de forma “racional”, tem obrigatoriamente ser a escolha mais acertada.

What a Shame

Write a Comment

Comment