in Email Marketing

Hackers

O site TripAdvisor começou a semana passada avisar a sua base de subscritores (20 milhões) que uma entidade alheia à organização tinha tido acesso à base de dados e copiado alguns emails. As boas noticias é que informação mais delicada como cartões de crédito não foram copiadas (também não existiam pois TripAdvisor não recolhe esse tipo de informação). As más é que vão receber (mais) spam.

Mas isto não é um problema exclusivo à TripAdvisor; ataques de hackers tem subido bem como spam na Internet (spam chega a fazer 90% do email a circular mundialmente). O facto de não recolherem informação de modos de pagamento acabou por enfraquecer a segurança dado que não são obrigados a instalarem protocolos avançados de segurança.

TripAdvisor, como documentado (Tnooz) online, tem sido invulgarmente relaxada com os seus procedimentos de segurança – assim tornando-se no bode expiatório para alguns marketers que procuram culpar alguém além do óbvio (eles) pelo fracasso que é presentemente o nível de abertura de emails enviados em massa.

Um estudo do ano passado da ExactTarget e CoTweet analisou as preocupações de consumidores no que concerne à confiança e privacidade de emails promocionais. Verificou, além de outras tendências, que consumidores tem a tendência de dar o beneficio de duvida às grandes marcas, assumindo que os seus emails estarão seguros e longe de serem partilhados.

Quando essa confiança é quebrada, marcas de todas as categorias sofrem da falta de confiança do consumidor. A revelação por parte da Tnooz de questões da falta de segurança deixa-nos pensar que este ataque poderia ter sido impedido. Tnooz aponta para comentários do responsável técnico da TripAdvisor, Sanjay Vakil, que comentou que todo o technical staff tinha acesso a todos os ficheiros, incluindo acesso aberto ao servidor:

“I think of this as the computer equivalent of the HP story of one of the founders using an axe to break into a storage closet so engineers had access to equipment over the weekend”

O ano passado fui um dos 1,5 milhões de utilizadores que tiveram o seu email e palavra passe colocado online do site Gawker após um ataque. As consequências foram inúmeras incluindo ter que alterar todas as senhas de todos os sites dado que utilizava a mesma senha. Lição aprendida.

Já agora, não se esqueçam de deixar os vossos dados subscrevendo à nossa newsletter no topo do lado direito – gerido pela Google!

Write a Comment

Comment

Webmentions

  • A Maior Violação de Segurança Online De Sempre |

    […] Será Esta A Razão Que Menos Pessoas Querem-se Inscrever Na Sua Newsletter? […]