Google +1 Ou Mais Uma?

-

Google Plus One

Google lançou mais uma peça na sua oferta de serviços social, e como começa a ser habito, nem todos percebem muito bem o que fazer e porquê.  No Google blog pode-se ler em tremendo detalhe o que +1 é, e como utilizá-lo.

httpv://www.youtube.com/watch?v=OAyUNI3_V2c

O +1 é a versão de Google equivalente ao Like do Facebook e retweet do Twitter. Ou seja, mais um. Mas podia ser mais, caso se usasse para melhorar a relevância colectiva. Mas o nível de adopção desta funcionalidade vai depender no numero de pessoas que vão ver o nosso +1. Essas pessoas irão ter que estar na nossa rede social da Google, o que até hoje, tem sido um oximoro.

Quando utiliza o +1, só vão ver, aqueles que estão na sua lista de contactos de Gmail e Google Talk, no grupo dos “meus contactos”, ou aqueles que o seguem no Google Reader e/ou Google Buzz. “Só” falta mesmo são os seus contactos do LinkedIn, Facebook, Twitter, etc. – algo que Google diz vir no futuro.

Também sabemos que existem algumas opções “escondidas” adicionadas recentemente a Google Profiles, conferindo a possibilidade de ligar estes perfiles a outras contas de social networking – será que estas funcionalidades vão ser atividades com o lançamento do +1?

O problema com tudo isto é que, mesmo compreendendo o objectivo de Google de integrar todos estas ferramentas numa só rede social, grande parte dos utilizadores perdem-se pelo caminho dado a complexidade e falta de uniformidade e usabilidade de cada um integrado num só. Umm… Pois.

O resultado é cada vez mais uma adopção mais lenta que acaba por inibir o network effect – quanto maior for a utilização do sistema, maior será o valor criado para à comunidade.

Com os fracassos de Google, nomeadamente Google X site, Google Catalog (link vai para Google.com), Google Video Player (foi melhorado eliminado), Google Answers (nunca conseguiu competir com Yahoo!), Google Coupons (já viu algum?), Google Voice Search, Buzz, Wave, Orkut (insucesso relativo – ainda é relevante), fica-se com a ideia que Google está a ter alguma dificuldade em integrar estes serviços num só.

Reconheço que o sucesso de Google pode de igual forma ser medido pelas experiências negativas que levaram a grandes, mesmo que poucos, excelentes serviços. Mas mais recentemente, os fracassos começam a ir além do esperado de uma empresa como a Google – e também longe do desejado do próprio império de search.

Junte-se à conversa

Comentários

Nuno Machado Lopes

Entrepreneur, blogger and mentor.