in MashCon11

Scott Heiferman

Scott Heiferman, Co-Founder e CEO da Meetup utilizou o Mashable Connect 2011 para anunciar o gardenhose, o novo API da plataforma cujo objectivo é de reunir as pessoas offline. Meetup tem uma missão, missão essa que consiste em por as pessoas a falarem entre si. Uma das suas apostas foi trabalhar com Mashable para juntar os participantes, oradores e organizadores numa conversa global. Demasiadas vezes, uma conferencia ocorre e os participantes cumprem o seu papel – ouvem os oradores mas não lhes é concedido a autorização para falarem e interagirem uns com os outros.

Heiferman apresentou uma tabela das marcas mais sociáveis (meetupable) e não deveria surpreender o facto que a Mashable estava em primeiro lugar. A forma como organizaram a conferencia foi muito diferente de todas as outras a que já assisti. Toda a sua equipa foi incubida de tomar conta de todos nós e acompanhar-nos passo a passo para que ninguém saísse sem conhecer a maioria dos participantes e oradores. Alias, foi a única conferencia em que os oradores estiveram sempre presentes e acessíveis para conversar, ouvir e aprender.

Não foi por acaso que chamaram a este encontro, só por convite, Connect, onde o contacto reina.  O resultado foi o pretendido – é que connecting resulta numa comunidade. A comunidade de Mashable é forte e provavelmente será essa a razão que a procura, para ir ao primeiro Mashable Connect, superou todas as possíveis expectativas, até as dos mais optimistas.

Meetup surgiu pós 11 de Setembro quando um político candidatou-se a senador – esse senhor tornou-se o 44 Presidente dos Estados Unidos – Barack Obama. Foi no site dele que foi colocado o primeiro widget da meetup. O objectivo era simples – levar as pessoas online a conhecerem-se offline pois só assim é que podiam sentir a força de Obama e iniciar uma relação que o levou à Casa Branca.

Mas afinal o que é um movimento? Um movimento não é nada mais nem nada menos que a soma das comunidades em seu torno. Não deverá ser confundida com uma campanha – é um grupo de pessoas a interagirem a um nível que cria organicamente uma comunidade. Essas comunidades que se acabam por mover colectivamente criam um movimento.

Um outro movimento que surgiu das cinzas da campanha presidencial de 2008, que procurava limitar o poder do governo voltando aos princípios constitucionais, tornou-se num núcleo de poder, conhecido como The Tea Party – uma referencia ao Boston Tea Party que consistia de colonistas que contestavam os impostos Britânicos no chã em 1773.

Uma outra figura que utilizou meetup para criar um movimento foi a Oprah Winfrey que se implantou em 1,000 cidades criando encontros físicos.

“Após 25 anos de me conectar com a minha audiência, o que aconteceria se a minha audiência se conectasse com ela própria?” pensou Oprah. E assim o fez.

Meetup tem presentemente 7 milhões de encontros (meetups) com acima de 70 milhões de RSVPs. Meetup funciona como o catalisador de seguidores, ajudando as pessoas a se juntarem. A premissa é muito simples: uma audiência ajuda-lhe a falhar enquanto uma comunidade permite-lhe ganhar. A questão que qualquer brand manager deve colocar a si próprio é se os seus clientes estão suficientemente motivados para o seguir. Para se encontrarem? Para apoiar um ao outro? Existe suficiente motivação e Goodwill para um meetup? Quando as pessoas organizam-se para um meetup, movimentos occorem – utilizar a Internet para que as pessoas saiam da Internet.

Para grande parte das marcas que tem páginas no Facebook, será que tem a força para fazer com que os seus “fãs” reúnem offline? Tem muitos fãs. E? Sentimento sem uma ação é a ruína da alma quando o Like representa o sentimento. Peça autorização aos fãs para se conhecerem um ao outro. É que a próxima fase de social media não tem tanto a ver com media mas sim com social.

As grandes marcas do futuro vão ser aquelas que tem a capacidade de criarem comunidades que se movem, online e offline, para criar um verdadeiro movimento.

E para aprender a criar um movimento em menos de 3 minutos, vejam Derek Sivers explicar a importância do leader mas mais importante, a necessidade de acarinhar os primeiros seguidores pois são eles que demonstram como seguir e assim criar um movimento.

httpv://www.youtube.com/watch?v=V74AxCqOTvg

Mashable Connect

Write a Comment

Comment