in Tecnologia

Coupon War

Com o IPO na sua mira, Groupon tem passado os últimos tempos às compras, comprando 13 rivais ao ritmo de um por mês. Facto: Groupon conseguiu num pouco espaço de tempo tornar-se no gigante de descontos online. (Minha) Opinião: O modelo de negócios não está para ficar.

Groupon está decidido em ir atrás do orçamento das empresas alocado para publicidade – não foi por acaso que Google esteve tão empolgada numa compra tão cara e tão not Google. COO da Groupon acredita que o tamanho do potencial mercado é de $150 biliões de USD sem contar com as pequenas empresas que não tem orçamento para publicidade definido mas poderão perfeitamente utilizar Groupon, ou um serviço semelhante. E não faltam alternativas.

Groupon tem estado ativo de igual forma em criar uma percepção com os media do seu verdadeiro potencial, uma ultima tentativa de criar a maior expectativa possível dado que após ter-se inscrito para o IPO, a empresa está agora num período de silencio obrigatório, mandatado pela SEC (Securities and Exchange Commission) até a data do IPO.

Muitos esperam que Groupon e seus rivais consigam uma fatia dos $2.9 triliões de USD que vão ser gastos em retail em 2011 e por menos, alguns exemplos demonstram não só o potencial da promoção, bem como o reach. Nordstrom Rack, por exemplo, criou com a Groupon uma promoção em que $25 USD dava-lhe $50 USD em merchandise – 624,000 foram os que optaram por esta promoção ($15,6 milhões de USD em vendas num período tão curto). Falta só mesmo é saber o impacto no negocio a curto e a medio prazo. Algo que ninguém parece querer quantificar.

Mas até os pequenos conseguem resultados semelhantes, em termos proporcionais claro. Blue Ribbon BBQ, com duas lojas, fez o mesmo tipo de promoção mas na compra de $7 USD, davam $15 USD em merchandise – o resultado foi $116 mil USD, ou seja 16,571 cupões. Mas não vai ser fácil pois os concorrentes de  Groupon não são só os novos serviços a serem lançados – a batalha vai ser com Google e Facebook.

Groupon, cujo os investidores já apostaram $1.12 biliões de USD na empresa, tem estado aplicar o dinheiro rapidamente na compra de rivais tal como CityDeal que lhe abriu um mercado em 80 cidades na Europa. Groupon também está decidida em vingar no mercado mobile e com a sua compra de Pelago, rapidamente desenvolveu o seu mobile app.

Mas então porque é que Groupon pode bem falhar e não deverá ser algo em que você devia investir? Já tinha escrito sobre o problema (na minha humilde opinião) com o modelo de negócios da Groupon. Agora, com a  sua aplicação para o IPO, alguns números surgem que contam um pouco mais da história de Groupon. Com receitas de $645 milhões no primeiro trimestre de 2011, Groupon apresenta uma perda de $114 milhões de USD tendo já acumulado um deficit total de $522 milhões de USD. Se adicionar o facto que a empresa já conta com 7,100 empregados, este é um dos seus maiores problemas e o que torna Groupon atípico à maioria de empresas de Tech.

Analista da IDC, Karsten Weide, explica que “um dos maiores problemas que Groupon tem é o tamanho enorme de empregados e isso é caro”. Aliás, esta foi sempre uma questão levantada que nunca fez sentido para o interesse de Google na compra de Groupon. Se por um lado este serviço é exatamente o que Google pretende incorporar para aumentar o seu negocio local, por outro, traz consigo um modelo de negócios alheio à sua formula de sucesso – automatização e um reduzido custo de staff, em comparação com o seu volume de vendas.

Em ultima analise, para uma empresa que continua a queimar dinheiro, o seu maior problema é a facilidade com que se pode copiar o seu modelo de negócios – e a copia-lo, estão muitos. O numero elevado (e a crescer) de rivais vai inevitavelmente criar uma guerra de preços (neste caso descontos) e causar demasiado ruído, provavelmente saturando o interesse do consumidor neste tipo de serviço.

Write a Comment

Comment