in Inovação

Lytro

As maquinas de fotografar tornaram-se sofisticadas mas muitas são as vezes que o resultado fica desfocado. Tudo isto está prestes a mudar.

Ren Ng, fundador e CEO de uma nova empresa startup chamada Lytro. O seu objetivo é ter uma câmara no mercado até ao fim deste ano que permite tirar uma fotografia e só depois preocupar-se com o que quer focar mais tarde. Irá também ter a possibilidade de simular uma fotografia em 3D.

A explicação técnica: presentemente as câmaras utilizam a soma dos raios de luz que captam. A câmara de Ng utiliza algo chamado light field technology, que mede cada raio em separado, gravando a sua cor, intensidade e direção quando a fotografia é tirada. Esta nova tecnologia permite ao fotografo escolher e manipular os raios, alterando assim o foco da fotografia.

A analogia com a industria discográfica é ainda mais fácil de compreender. Para gravar um concerto de uma banda, temos duas hipóteses: ou gravamos todos ao mesmo tempo sem poder mais tarde alterar volumes, equalizações etc, ou gravamos cada instrumento numa via diferente para depois mais tarde misturarmos da forma como queremos alterando o resultado final.

httpv://www.youtube.com/watch?v=7babcK2GH3I

Na realidade, esta tecnologia já esta disponível há algum tempo só que sempre necessito de muito equipamento tornando o custo demasiado alto para incorporar num equipamento para o mercado massificado.

Ng desenvolveu a tecnologia para a seu tese enquanto estava em Stanford, iniciando a sua empresa logo após ter terminado o seu curso. Conseguiu assim substituir grande parte do hardware necessário com um sensor novo capaz de separar os raios.

Está previsto ser lançado até final de 2011, câmaras com esta funcionalidade e com preços semelhantes às câmaras no mercado.

Podem aqui perceber o conceito – clique na fotografia em locais diferentes para ver a fotografia focada em pontos diferentes:

Write a Comment

Comment