in Turismo

Lisboa

Alexandra BaltazzarGuest post da Alexandra Baltazar, Coordenadora – Lisboa Convention Bureau na Associação de Turismo de Lisboa – a mulher que vende a capital portuguesa como destino de negócios. “Lisboa tem tudo! Lisboa é única!”

Há algum tempo, talvez um ano, tentámos perceber como poderíamos inverter através do social media, a percepção negativa que paira sobre Portugal. Seria possível usar as ferramentas do social media para tal? Se sim, como?

Ficámos ambos a pensar no assunto, deixámos de pensar no assunto, a vida aconteceu, a bancarrota tornou-se um facto, incontestável e, voltámos à pergunta inicial.

Tento racionalizar o assunto,

Penso em mim – no que me motiva e inspira, a relação apaixonada que mantenho com Lisboa, imprescindível no desenvolvimento do meu trabalho.

Penso na promoção internacional de Lisboa, nos nossos fracassos e sucessos.

Pergunto-me sobre os meus pares e a sua percepção sobre nós -errada ou correcta, positiva ou negativa, temporal ou não.

E as percepções impactam decisões, a nossa vida e futuro?

Sim, sem dúvida.

Aqui fica um ângulo sobre turismo e eventualmente percepções.

Esta indústria à semelhança de quase tudo no Planeta está em mudança, exigindo-nos estratégia, flexibilidade, criatividade, paixão, excelência, etc

Adaptamo-nos a crises económicas e financeiras, a furacões, vulcões, epidemias, atentados, greves, novos mercados, internet e social media e muito mais.

O mundo é cada vez mais pequeno e as oportunidades para viajarmos e conhecermos outras culturas é cada vez mais acessível. As escolhas são imensas e a competitividade entre países e cidades fantástica.

O mundo é uma rede social com milhares de micro redes e nós pertencemos a uma, a 10, a mil…

Uma das componentes mais importantes desta indústria é a interacção, a comunicação com as pessoas, no caso, organizadores de eventos, viajantes – que são os potenciais clientes de Lisboa e também com aqueles que localmente operacionalizam e materializam a experiência dos primeiros no destino – a nossa rede local.

E falo de nós, o nosso capital humano é de facto um factor diferenciador – sabemos receber, sabemos organizar, sabemos fazer os outros sentirem-se “em casa” e isso é fantástico. Hás vezes nem damos por ela, é quase genético, mas os outros sentem.

Os visitantes e potenciais clientes de Lisboa, que nos visitam pela a primeira vez ficam encantados, dizem que nunca pensaram encontrar uma Lisboa assim, e que de facto nós temos tudo. Se sabemos valorizá-lo – essa será outra questão.

Importante mencionar o trabalho que se tem desenvolvido nos últimos anos, na promoção internacional de Lisboa.

Lisboa é um destino muito apelativo e competitivo ao nível das suas congéneres Europeias especialmente ao nível dos city breaks e turismo de negócios.

Somos um destino com uma oferta diferenciada, com cultura, história, modernidade, vida nocturna, excelente gastronomia e vinhos, um clima fantástico, óptimas infra-estruturas especialmente ao nível da hotelaria e com uma excelente relação qualidade preço, boas acessibilidades. Também somos um destino seguro e friendly.

Estes são TODOS factores motivacionais!

É fundamental que acreditemos no produto que temos, para que o possamos promover/vender.

E esse é o nosso trabalho. Vender Lisboa – aos potenciais clientes, sejam eles turistas em lazer ou empresas e associações com potencial para aqui organizarem os seus eventos.

Há um Plano com objectivos, estratégias, definição dos mercados prioritários, produtos turísticos e segmentos e ainda o contacto com organizações internacionais do sector. A par da actividade promocional, as relações com os pares contribuem também para alicerçar e solidificar a nossa notoriedade enquanto destino de excelência no quadro do MI (Meetings Industry).

Há uma rede sólida com os players locais e juntos concretizamos objectivos.

Lisboa também se promove através das redes sociais fomentando a rede local, atraindo visitantes a experiências, momentos, desenvolvendo e fidelizando contactos e ouvindo os outros. São outros “pequenos actos” de promoção da experiência Lisboa.

Lisboa sabe potenciar oportunidades e fê-lo muito bem através da Expo 98. Mostrou-se ao Mundo no seu melhor – com orgulho, no passado e no presente, com uma visão clara do futuro. Uma aposta ganha. Depois o Euro 2004, outro evento mediático que pôs Portugal nos media internacionais e esteve à altura. Dissemos ao Mundo quem somos e da excelência da nossa organização e saber receber. E há muitos mais, a acontecer até hoje, diferentes, de pequena, média ou grande dimensão, são todos importantes. O objectivo – que os participantes tenham uma experiência inesquecível.

Por último,

Lisboa tem sido regularmente distinguida com inúmeros travel awards, dando-nos um posicionamento excepcional em vários rankings internacionais. Este posicionamento é consolidado e pretendemos sustentá-lo e melhorar onde for possível.

Não tenho quaisquer dúvidas sobre a percepção positiva de Lisboa.

O nosso trabalho de promoção continua com pequenos-grandes actos, com sucessos e fracassos.

O mais importante é continuarmos na corrida e em concorrência com os melhores!

Vamos continuar a trazer os outros ao conhecimento da experiência do sentir que é Lisboa…

Prémios e menções

2010

  • ICCA – Lisboa classificada em 8º lugar no ranking mundial da ICCA – International Congress and Conference Association
  • European Best event Awards – Oceanic Festival judged the 2nd Best Cultural event in Europe
  • World Travel Awards
  • Europe´s Leading City Break Destination – winner
  • World´s Leading Destination – Nominee
  • World´s Leading Cruise Destination – Nominee
  • European Consumer Choice
  • Best European Destination

2009

  • World Travel Awards
  • Europe´s Leading Destination – Winner
  • Europe´s Leading City Break Destination – winner
  • World´s Leading Cruise Destination – winner
  • Business Destination Awards
  • By Bristish mag – Business Destination
  • Lisbon Convention Bureau voted the Best European CB
  • ICCA – Lisboa classificada em 8º lugar no ranking mundial da ICCA – International Congress and Conference Association

Write a Comment

Comment