in iPhone

iphone4S

A fila para comprar o iPhone 4S


Como era de prever, após um lançamento sem iPhone 5 e sem Steve Jobs, a maioria escrevia sobre a decepção que o iPhone 4S acabava de ser. Mas parece que erradas expectativas levaram muitos a demonstrar que não compreendiam nem a estratégia da Apple, nem a importância do lançamento, especificamente no Siri.

O fim da Apple estaria perto. Correto? Errado. O iPhone 4S está prestes a tornar-se o seu produto mais bem sucedido de sempre. Mais, Reuters inqueriu 127 pessoas que estavam em linha para comprar o novo iPhone 4S em Tóquio e em São Francisco.

Mesmo que não seja aceite cientificamente como um estudo válido, é incrível verificar que das 127 pessoas, 25% estariam a mudar para o iPhone deixando o seu Blackberry, Nokia e Google Android para trás. A maioria via a compra como um upgrade.

Apple já tinha vendido mais de 1 milhão de unidades pré lançamento demonstrando que o mundo ainda não tem todo um iPhone – pelo contrario o que demonstra a capacidade da Apple de continuar a crescer nos próximos anos, mesmo sem o seu co-fundador Steve Jobs.

Mas o que faz o iPhone vender tão bem não é só resultado da sua excelência na execução de uma estratégia bem pensada. A concorrência tem toda contribuída para o sucesso da Apple. Blackberry demonstrou nos últimos dias que não só está confuso com o seu rumo, e seu destino, como também não consegue salvaguardar o bom funcionamento da sua rede para os seus clientes existentes. A Nokia… quem?

No que concerne a Android, o seu share aumentou de 36,4% para 43,4% o que pode revelar um crescimento orgânico se não fosse à custa do baixo valor dos aparelhos. É que as operadoras e os fabricantes têm mesmo que vender em massa para ter um retorno significativo.

Os problemas que a Samsung está a viver neste momento, com alguns dos seus mais importantes produtos a serem proibidos de serem vendidos em alguns mercados, com o aumento de descontentamento da utilização da Android como sistema open-source em formato fechado, pode indicar que o futuro não é certo para ninguém.

Seja como for, o mercado de smartphones está a evoluir de forma constante e tudo que sabemos hoje poderá revelar-se errado amanhã. É isto que mantem um alto nível de desconforto para quem opera neste mercado.

Write a Comment

Comment