in Facebook, Gestão de Crise, Social Media

EDP infeliz

A EDP é a mais recente das empresas nacionais a compreender que Facebook não é o local ideal para viver em harmonia. Até porque, não consigo encontrar nenhuma razão para a EDP estar presente nas redes sociais sem ser para salvaguardar a sua correta presença online.

Desta forma, e a decidir estar online nas redes sociais, a EDP devia manter uma página de informação sem interação de terceiros. Mais uma vez, foram apanhados a dormir e aqui fica mais um episódio de ruído desnecessário. Ruído, porque nada vai vir dos comentários online em Portugal – por enquanto.

No Domingo, a Joana Couve Vieira, publicou no mural da EDP um link para a página Eu Não Pedi Um Plano Nacional De Barragens. A resposta da EDP foi tentar mudar a conversa para outro local – algo que os “experts” aconselham sempre utilizando o seu “código de consulta” como explicação para o que iriam fazer: apagar o comentário – algo que os “experts” não aconselham fazer.

EDP Comentário

E aqui reside o problema. Falta de estratégia, ausência de um plano de crise de comunicação e pessoas que gerem os assets online da EDP sem qualquer preparação ou experiência.

O maior problema prende-se com o facto que a página da EDP não tem nenhum humano visível – a conta é da EDP e a comunicação (possível conversa) é feita através da marca. Difícil de sentir qualquer empatia com algo com que não nos conseguimos relacionar – uma marca.

Ao contrario de muitos, que gostariam ver o seu poder online reflectido numa crise com uma marca, não acredito que o mesmo vá acontecer aqui. Se nem conseguimos nos revoltar contra tudo o resto, como alguma vez vão reunir para deitar a baixo a página da EDP?

Como um utilizador explica (Hugo Meireles):

EDP Sorte não sermos Gregos

Obrigado a Ricardo Fernandes ela dica.

Write a Comment

Comment

Webmentions

  • EDP – Afinal Existem Empresas Que Percebem Facebook – Estávamos Todos Errados |

    […] que tentava criar a ilusão de um multidão. Com a informação que tínhamos, a conclusão foi da falta de estratégia, visão, etc…Mas analisando estes três dias, verificamos um outro lado da EDP no que […]