in StartUps

2D Glasses

CES 2010, a maior feira de electrónica em Las Vegas, foi o palco para tudo 3D mas esta tecnologia já existia e a falta de tração deveria ter alertado para a falta de procura – para todos efeitos assegurando que 2010 não seria, e ao contrario do que os fabricantes de LCDs necessitavam, o ano do 3D.

Uma das questões que se tem levantado, é o desconforto que os óculos causam ao visionar conteúdo em 3D. O preço também continua a ser proibitivo mas algo mais preocupante poderá impedir que 3D seja adoptado de forma massificada. É que o principio do 3D implica um constante ajustamento do nosso cérebro à informação recebida quando se vê programas em 3D. O resultado é para muitos, uma dor de cabeça e/ou tonturas. Só com tempo é que vamos perceber as implicações da sua utilização. A tecnologia, nos últimos anos, tem estado sempre à frente do estudo das implicações do mesmo – a ciência subjacente. E foi perante este cenário que um empreendedor encontrou uma oportunidade.

Hank Green convidou a sua esposa a ver Tron: Legacy in 3D no fim do ano passado. Mas ela recusou, explicando que filmes em 3D causavam-lhe dores de cabeça. Green, um empreendedor dedicado à Internet, que gere alguns websites (ecogeek.org), convenceu-a a ir com ele, prometendo encontrar uma solução mais tarde. Quando foi online pesquisar este fenómeno, percebeu que afinal eram muitos os que sofriam destes efeitos secundários.

Nessa noite, Green levou para casa os óculos que se compram no cinema . Ele sabia que os mesmos funcionavam bloqueando uma imagem diferente com cada lente, criando a tal ilusão de profundidade. Utilizando nada mais que uma pistola de cola, ele criou um par de óculos que bloqueavam a mesma imagem nas duas lentes, tornando o 3D em 2D. A sua esposa utilizou-se para o acompanhar nos subsequentes filmes em 3D e para o delírio da sua esposa, os óculos funcionavam.

Poucas semanas depois, vários dos seus amigos encomendaram-lhe estes óculos. Rapidamente, Green encontrou, no site Alibaba.com, uma empresa Chinesa para os fabricar. Em Janeiro deste ano, Green começou a comercializá-los a $7,99 por par na sua nova página online 2D-glasses.com. Green já vendeu 3,000 pares este ano – uma receita de $ 24,000 USD resultado de uma dor de cabeça. Mesmo que não se reforme com esta ideia, este é um exemplo do empreendedorismo que resulta de encontrar uma solução para um problema.

Write a Comment

Comment