in Health Tech

Health Tech

Assim como um radar pode detectar o movimento de um avião em pleno voo, curtos impulsos a curta distância permitem detectar o movimento do corpo humano em descanso, gravar movimentos, batimentos cardíacos e frequência da respiração.

Uma nova aplicação médica baseada numa tecnologia de radar já existente, desenvolvida no  Dutch Institute for Applied Science, permite monitorizar sinais vitais a uma distância até 10 metros sem qualquer sensor colocado no corpo do paciente.

A TNO, uma organização de investigação e desenvolvimento de novas tecnologias holandesa anunciou recentemente ter desenvolvido uma tecnologia wireless e sem contacto físico capaz de efectuar a monitorização contínua de sinais vitais de pacientes até uma distância de 10 metros. Esta tecnologia denominada “OPAL” é capaz de detectar e medir movimentos do corpo, batimentos cardíacos e respiração e poderá estar disponível no mercado dentro de 6 a 12 meses, de acordo com Ted Punt que a apresentou recentemente na Quantified Self Amsterdam conference.

Segundo o responsável deste projecto, os profissionais de saúde debatem-se com o problema de seguir por longos períodos de tempo a frequência cardíaca e respiratória de pacientes com doenças crónicas, o que não conseguem com a medição manual no pulso ou usando um estetoscópio. Daí recorrerem a equipamentos médicos desenvolvidos para essa monitorização contínua que apesar de eficientes apresentam algumas limitações, como o custo ou a inconveniência da sua utilização no dia a dia ou mesmo fora do ambiente hospitalar.

A principal inconveniência na sua utilização advém da necessidade de serem colocados diversos sensores aderentes no corpo. A OPAL Technology da TNO, ao invés, efectua a monitorização contínua do paciente sem necessidade de este utilizar sensores colocados no corpo, providenciando um maior conforto, sensação de independência e conveniência para o paciente. Além disso, continua a recolher e compilar dados estando o paciente a descansar ou mesmo durante o sono.

A OPAL Technology é baseada na tecnologia de radar FMCW (Frequency Modulated Continuous-wave ) e opera baseado em princípios de análise de imagens numa frequência determinada para recolher dados de pacientes através de pequenos impulsos de radar. Os impulsos de radar são emitidos e, baseado no tempo que demoram a ser reflectidos e voltarem ao sensor, muita informação pode ser obtida acerca de uma pessoa ou um objecto num determinado espaço, como um quarto. As medições efectuadas pelo software da OPAL Technology são baseadas nos mais pequenos movimentos do corpo.

Num futuro próximo os sensores de movimento do alarme em sua casa poderão ser substituídos por novos sensores utilizando esta tecnologia e comunicar consigo ou com profissionais de saúde em tempo real o que se passa com algum familiar que necessite de acompanhamento permanente e avisar em caso de alguma perturbação. E quem sabe vão também substituir as câmaras de vídeo/som que vigiam o sono do seu bebé.

Write a Comment

Comment