in LeWeb11

Phil Libin de Evernote no LeWeb

Phil Libin, CEO de Evernote, subiu ao palco para falar-nos sobre o seu produto de note-taking, e as novidades no que concerne a numero de utilizadores e a forma como utilizam o produto, bem como os seus novos apps Evernote Hello e Evernote Food.

A sua apresentação passou inicialmente por demonstrar o trajeto de Evernote e o comportamento do seu utilizador tendo em conta que a empresa adoptou o modelo freemium – gratuito para muitos para que exista a procura de premium (pago) para alguns.

Desde o seu iniciou no verão de 2008, já se registaram 20 milhões de utilizadores (15 milhões nos últimos 12 meses), 45% dos quais voltam a utilizar o serviço após o registo mas só 22% voltam após 17 meses de se inscreverem. O curioso é que depois de 42 meses, 43% voltam a utilizar o serviço, explicado por Libin por terem tido saudades.

Mas nesta versão de fremium, verifica-se que na realidade, existem suficientes clientes despostos a pagar para utilizar o serviço premium (pago). Mas leva algum tempo para se convencerem a separem-se do seu dinheiro. Se durante o primeiro mês de utilização de Evernote, só metade de 1 % é que começam logo por pagar, com tempo, esta percentagem vai subindo ao depararem-se com o valor acrescido de Evernote. Mês após mês, este valor vai subindo. “if you never ask people to pay, but give them time to fall in love, they want to pay” acredita Libin.

Libin deixou cair que existem 750 mil pagantes podendo assim assumir que com o serviço a $5 por mês ou $45 por ano, a receita poderá chegar perto dos $30 milhões de USD.

Libin divulgou que a empresa conseguiu sair do vermelho há 6 meses mas que tinha recentemente voltado para território negativo pela triplicação do tamanho da sua equipa, de 40 para 120 pessoas, para lidar com o crescimento e necessidade de novas funcionalidades. Espera Lidin, Evernote voltar a ser lucrativo nos próximos 2-3 meses.

Mas cashflow não deve ser grande problema dado que Evernote acabou de receber mais fundos de uma das principais VCs – Sequoia Capital.

Libin virou-se então para a razão pelo qual veio a LeWeb falar de Evernote. As duas novas aplicações que estão agora disponíveis para o iPhone são Evernote Food e Evernote Hello.

Evernote Food é para quem quer registar a sua comida favorita através de fotografias e tags. Se for jantar fora por exemplo, tira uma fotografia ao seu prato, publica e o app associa as informações do restaurante bem como os seus apontamentos referenciados a esse momento. Libin acredita na necessidade de manter estes apps separados e simples de utilizar. Este sendo uma aposta forte dado que tantas pessoas tiram e publicam fotografias da sua comida.

Evernote Hello é o mesmo mas para fotografias – uma forma mais visual de manter-nos atualizados com pessoas que conhecemos recentemente. Fotografias de pessoas, onde as conhecemos e qualquer outra informação que achamos relevante. Acho que deveria ter utilizado este app em LeWeb.

Libin explica que o seu objetivo é de “re-imaginar o propósito de uma ferramenta para o colaborador moderno. O software está a necessitar de um refresh.” Libin vende assim a sua solução, “se tem 5 minutos e quer concretizar algo, Evernote é para si”.

httpv://www.youtube.com/watch?v=tplPTGsFB5k

 

Write a Comment

Comment