in LeWeb11

Kevin Rose Le Web

No palco juntou-se a Kevin Rose, Leo Laporte (TWiT) e Sara Lane. O fundador do site que agregava noticias, Digg, teve que enfrentar o inevitável – o falhanço de uma das maiores promessas da Web. Na altura do seu auge, Digg chegou a ter mais unique visitors que o New York Times, fazendo com que muitos acreditassem que o modelo de noticias estaria a mudar.

Mas se por um lado Rose foi o criador deste monstro de site, foi ele também que o destruiu, admitindo no LeWeb que teria cometido muitos erros. Rose reviveu o seu passado, dizendo que os primeiros 3 anos tinham sendo loucos. Mas Rose acredita ter aprendido muito, mas a sua mais recente aposta não parece demonstrar essa aprendizagem.

Rose falou sobre a tentação de contratar muitos programadores para resolver um problema que necessita tanta estratégia como conhecimento de programação. Rapidamente o problema tornou-se outro e não eram os inúmeros programadores que iriam certamente o resolver.

É que se por um lado foi a forte comunidade que criou e dinamizou Digg, seria a mesma que lhe virava as costas com as mudanças com que não concordavam, efetivamente deixando-os de fora. O controlo que Rose teria abdicado a esta comunidade, iria testá-la constantemente criando um problema sem possível resolução, acredita Rose. Mas a solução deveria ter passado pela venda deixando Rose livre de passar à próxima.

Mas Rose prometeu publicamente lutar até à morte. Com a saída do seu CEO Jay Adelson, Rose assumiu o lugar que nunca procurava ter. Até uma oferta de $80 milhões que Rose queria aceitar, foi rejeitada pelo board of directors – algo fácil de acontecer quando se vende a alma aos VCs (venture capitalists).

Mas Digg não morreu. Poderá não estar com a mesma saúde, mas os 10 milhões de unique visitors, faz com que ainda seja algo considerado um sucesso. O problema, como sempre, é como fazer dinheiro com uma comunidade tão grande. No seu auge, Digg atraia quase 4 vezes mais de visitas únicas – 38 milhões.

Rose acredita que os starups têm ou 6 meses para acertar ou 10 anos. O raciocínio dele sendo que existe uma janela de oportunidade curta que tem que ser aproveitada para evitar que se tenha que dedicar ao negocio para um alongado espaço de tempo – explica um pouco a mentalidade de startups de procurarem sempre a estratégia de saída (exit strategy) – a venda.

Mas Rose vaio falar de Oink, a sua nova aventura. Este app permite o utilizador fazer like a tudo e mais – objecto e local. Quanto mais classifica algo, maior a sua reputação será. O sistema procura onde classifica mais algo e dá-lhe crédito por isso. Mas Rose é séptico no que concerne a gamification – receber prémios pela participação. Rose acredita que este sistema de recompensa rapidamente cansa o utilizador e desta forma o utilizador deverá ser sempre compensado com ganhos reais com o passar do tempo e da sua utilização.

Com 40,000 utilizadores, Rose deverá estar nervoso a ver os seus 6 meses a desaparecer. Por menos Digg fez com que Rose perde-se a sua arrogância, voltando ao inicio escolhendo optar pela sua amnésia de sucesso para se concentrar no que verdadeiramente interessa.

Kevin Rose No Seu Auge

Kevin Rose No Seu Auge

httpv://www.youtube.com/watch?v=nc_VLyQxTyw

 

Write a Comment

Comment