in Tecnologia

Sony Inundada

Sony Corp. duplicou os prejuízos estimados, perdendo em 2011 $2,9 biliões de USD, sublinhado os desafios para o seu novo CEO Kazuo Hirai na recuperação dos resultados da maior empresa Japonesa de tecnologia.

As razões citadas por este agravamento incluem um Yen mais forte, redução de produção por causa das inundações na Tailândia e o custo da sua parceria com a Samsung Electronics Co. para a produção de displays. O prejuízo vai agora no seu quarto ano consecutivo, algo que nunca tinha acontecido desde que a empresa entrou na bolsa de Tóquio em 1958.

O problema com empresas deste tamanho é que com uma carga negativa de quatro anos de prejuízo acumulado, tornam-se extremamente vulneráveis e frágeis, tornando o desafio das recuperar quase impossível e o decréscimo começa a aumentar em velocidade.

Estranho é a Sony culpar a Samsung, mesmo que não explicitamente, dado que foi um joint venture e a Samsung parece estar a safar-se bem. É que a Sony já diminuiu os objectivos traçados anteriormente para as vendas das suas câmaras, computadores e consolas (PlayStation) realçando que o seu sector de telemóveis iria sofrer ainda mais. Podemos concluir que afinal a empresa não está constipada mas sim a lutar uma doença crónica que está atacar os seus órgãos vitais.

A Samsung, rapidamente seguida pela LG Electronics, entrou no mercado das televisões com uma estratégia de preço que acabou por não sou obrigar a Bravia a renunciar a sua imagem de premium, baixando os seus preços consideravelmente, como também todos acabaram por contribuir em tornar a televisão um bem comum com margens minúsculas.

Mas o Yen teve um impacto de igual forma negativo nas outras empresas Japonesas tais como a Sharp Corp. e a Panasonic Corp., todas a concorrer num mare de sangue.

Nos últimos 12 meses, a Sony perdeu 53% do seu valor na bolsa, comparado com os 18% da TOPIX. A queda total de 60% aconteceu nas mãos do seu mais recente CEO Howard Stringer, que aos 69 anos passou a batata carbonizada para o seu novo CEO, Kazuo Hirai. Mas Hirai vai ter que fazer mais que descascar o seu problema, indo obrigatoriamente ao núcleo da empresa, inovando de dentro para fora. Mas o prejuízo acumulado poderá não lhe conceder este luxo, o tempo necessário para alterar a cultura e linhas de produto da Sony.

Se por um lado, Sony inventou o Walkman em 1979, o primeiro iPod em formato de cassette, só em 2011 é que acabou por lançar a sua versão atualizada, anos depois do iPod se apropriar da totalidade da categoria.

O estranho é que o novo CEO da Sony é creditado com o sucesso de ter dado a volta à consola PlayStation, um produto que ele afirmou ter ainda mais 5 anos de vida, mas que já demonstra uma queda de previsão de vendas.

Enquanto a Sony perde com um Yen forte tornando os seus produtos mais caros internacionalmente, a Samsung e LG ganham com a depreciação do Won, ou seja Won-Win, ou Win-Win.

Write a Comment

Comment

Webmentions

  • Sony Arrisca $50 Milhões em Publicidade no Vita Para Assegurar o Seu Futuro |

    […] que muito está em jogo para estas empresas, e Sony é uma delas.Já tínhamos reportado que a Sony perdeu $2.9 biliões USD em 2011, tinha sido forçada a baixar o preço da sua tablet e que está perante uma alteração de […]