in Tecnologia

PlayStation VIta

Um pouco dramático eu sei, mas se analisarmos bem o que se passa com um inúmero de gigantes do passado, verificamos que muito está em jogo para estas empresas, e Sony é uma delas.

Já tínhamos reportado que a Sony perdeu $2.9 biliões USD em 2011, tinha sido forçada a baixar o preço da sua tablet e que está perante uma alteração de estratégia semelhante à da HP (ou vice versa). De facto 2011 não foi um bom ano para 2011, pois além dos seus resultados desastroso, ainda foi envolvida numa crise de reputação quando avisou tarde de mais que as informações dos seus utilizadores tinham sido comprometidas.

Mas com o sucesso da PlayStation 3, com vendas superiores a 60 milhões, a Sony decidiu agora lançar a PlayStation Vita, uma consola de jogos que está verdadeiramente equipada para concorrer com qualquer outra forma de entretenimento. Mas a duvida está, não na tecnologia , mas sim no timing do lançamento, altura essa em que existem inúmeras alternativas para jogar jogos.

A PlayStation Vita tem um ecrã de 5 polegadas, touchscreen, com sensores de movimento, duas câmaras, 3D e 30 fps (frames per second). Mas numa altura em que podemos jogar em qualquer lado em qualquer dispositivo, a Sony está claramente apostar nos verdadeiros gamers, rapazes jovens com algum poder de compra, que procuram uma experiência vivida. O difícil será convence-los que necessitam de algo melhor, e caro. O modelo mais barato tem um preço de $250 USD. Tendo isto em conta, parece ser uma aposta arriscada, numa altura em que não deviam estar a correr grandes riscos.

A grande aposta da Sony passa por gastar $50 milhões de USD na campanha de marketing, esperando que os tais gamers, abram a carteira e arranjem espaço no sua já mais que completa coleção de gadgets.

Executivos da Sony estão nervosos, e com razão. Está muito em jogo. Mas também devemos dizer que não estão a deixar nada de fora. Com as suas impressionantes características vêm também a integração com Twitter, Flickr e NetFlix. Por menos as opiniões têm sido muito positivas.

“Augmented reality is made possible with the Vita’s cameras, which identify user movement. In my experience with it on the Vita, augmented reality is by no means a key reason to buy the device, but it’s a fun add-on–especially when friends are interested in trying it out.” CNET

 

Write a Comment

Comment