in Tecnologia

Dell

Quando aparece um novo start-up sem modelo de negócios, o normal é ouvirmos que as receitas irão vir da publicidade. Mas consegue todos fazer dinheiro só com publicidade?

No que concerne a empresas que operam em mercados em que contribuíram para que os seus produtos tornassem-se num bem comum, a mesma atitude surge. Neste caso, Dell junta-se à HP, para desistirem do mercado de PCs e concentrarem no sector empresarial, onde encontramos a Cisco e IBM. A diferença é que as ultimas sempre trabalharam este sector e estão preparados para o fazer.

Na realidade a Dell revelou nos seus resultados do ultimo ano, um crescimento no sector empresarial mas um declínio na área de venda ao consumidor. No lançamento de novo hardware para empresas, o presidente da Dell Enterprise Solution Group, Brad Anderson, explicou que “We’re no longer a PC company, we’re an IT company”. E é assim que se altera uma estratégia de empresa. Mas é assim também que se envia a pior mensagem para o mercado.

Não podemos esquecer que este é um déjà vu do ano passado, só que com a HP, e os resultados estão à vista. Esta estratégia revelou-se catastrófica acabando com o despedimento do CEO Leo Apotheker e um decréscimo de 44% de vendas no ultimo trimestre.

Mas o simples facto que a sua divisão de entreprise software subiu é o suficiente para alterar o seu ADN. Na realidade 50% dos seus lucros veem agora dos 30% de vendas do mesmo, mas será que isto não é um reflexo do decréscimo de vendas do mercado de PCs, mesmo que só 2%? Na realidade o mercado de PCs vai continuar a decair mas consegue a Dell competir no mercado dos gigantescos Cisco e IBM, ou vai a Dell chegar a um plateau onde só pode seguir numa direção – para baixo?

Mas a Dell continua apostar em PCs, revelando a sua nova série XPS. Uma coisa é certa, a Dell está numa era de grande transição, poderá é faltar-lhe a experiência para continuar a crescer na sua próxima aposta.

Write a Comment

Comment