in TNW12

Deadsocial

Duvido que muitos pensem no que será da sua presença online depois de morrer, mas para aqueles que gostam de planear e controlar tudo, fica aqui o DeadSoci.al.

Um dos startups apresentados no The Next Web 2012 for o DeadSoci.al, um serviço que permite-lhe calendarizar uma série de mensagens, com vídeo, para serem lançados após a sua morte.

A ideia para este startup surgiu como resultado de uma campanha de publicidade do cómico Bob Monkhouse que aparece num anuncio avisar sobre o cancro da próstata. Só que Monkhouse parece voltar do seu túmulo para alertar ao mundo da doença que acabou por o matar.

James Norris, um dos fundadores do Deadsoci.al, apercebeu-se do poder do conteúdo publicado somente após a morte do seu criador, especialmente se tivermos em conta o lado emocional envolvente.

Já tínhamos escrito sobre Ben Breedlove de 18 Anos Despede-se Do Mundo No YouTube – algo que não foi planeado mas teve um enorme impacto emocional.

Já são muitos que utilizam as redes sociais para comunicar a perda de alguém que perderam, mas daí a preparar a sua morte, para ser anunciado por outra pessoa, parece-me algo que não irá ter grande adopção.

Uma coisa é sabermos que vamos morrer num curto espaço de tempo, outro é preparar conteúdo para o dia em que deixamos o mundo. Difícil de imaginar o que deveríamos dizer daqui a 10,20,30 ou até 40 anos. O mais difícil é até prever que tipo de tecnologia vai existir e obviamente se Deadsoci.al vai conseguir sobreviver o curto prazo para nos proporcionar uma hipótese de partilhar o nosso conteúdo num longo prazo.

A logística é simples. Basta registar-se e escolher um administrador para a sua conta, alguém que não vai cair na tentação de ir lá ver o conteúdo antes do dito acontecimento, que não se esqueça da password e que goste de si a longo prazo o suficiente para não publicar antes (maridos ou mulheres não deverão assim ser escolhidos).

Depois basta só inserir o seu conteúdo – as suas memórias, segredos ou relação que nunca quis publicar.

Write a Comment

Comment