in Social Media

Cathay Pacific e o serviço online que supostamente mede a sua influência, Klout, juntaram-se para dar a utilizadores com um Klout Score superior a 40, acesso ao First Class Lounge da Cathay Pacific no terminal de partidas internacionais do aeroporto de São Francisco.

Esta parceria não é propriamente uma mera campanha de social media até porque trata-se de uma das empresas mais dedicadas, do mundo, à excelência de serviço e certamente que pensaram em todas as vantagens antecipado as desvantagens.

Curioso é que este acesso privilegiado não é limitado a passageiros da Cathay Pacific – é para qualquer passageiro independentemente da companhia aérea com quem viaja. Basta utilizar a nova app do Klout.

Independentemente da sua opinião do Klout e a sua verdadeira utilidade, uma coisa é certa, está na altura de aceitar o facto que Klout está a tornar-se um indicador de influência pelo mercado. Se colocarmos de parte o facto que esta influência é relativa, para não dizer errada, as companhias aéreas estão acordar para a realidade do poder dos verdadeiros influenciadores.

Paris Hilton, num voo da companhia aérea Emirates, em primeira classe, ficou tão impressionada com a qualidade da sua suite, que decidiu tirar fotografias e partilhá-las através da sua conta no Twitter – a sua comunidade composta por 7 milhões de seguidores, partilhou criando uma divulgação avaliada nos milhões de USD, uma fração do que ela cobra para um anuncio. Este social advocay é muito poderoso e Cathay Pacific está confiante que vai conseguir aumentar a sua notoriedade online através do Klout.

Conforme Dennis Owen, Vice President of Marketing da Cathay Pacific,

“By partnering with Klout, we have the opportunity to invite travelers who typically may not fly with us to experience our ground products and services, in hopes that they may one day choose to visit us again.”

Na realidade Cathay Pacific espera muito mais – que as pessoas mais influentes online que passem pela sua Lounge, partilhem a experiência online. Mas com Klout, o risco é maior do que se utilizassem outro parceiro.

  1. O Klout Score de 40 é demasiado baixo. Qualquer pessoa com alguma influência online teria que ter um Klout Score muito mais alto. Deviam começado com um patamar muito mais alto.
  2. Um passageiro que não tenha que ser da Cathay Pacific, um Klout Score de 40 e às portas de Silicon Valley parece ser demasiado arriscado. Julgo que só por viverem em São Francisco, a maioria que viaja deve ter um Score acima de 40. Mesmo aqueles que viajam sempre em económica.
  3. Influência online não quer dizer que tenham a capacidade financeira para viajarem primeira classe na Cathay Pacific – pelo contrario, a maioria deve ter dinheiro para económica e pouco mais.
  4. Quem ganha mesmo com esta parceria é Klout que tem se focado em tentar convencer a Web da sua importância, além do simples jogo de tentarmos ter um Klout Score mais alto possível.

Pelo menos, este é um primeiro passo que demonstra o compromisso e interesse desta industria em tentar identificar e potenciar a influencia de quem está online – o mundo de influencer marketing.

Write a Comment

Comment

Webmentions

  • Klout – A Falta de Transparência na Arte de Influência | Tudo Mudou

    […] tínhamos escrito sobre a Cathay Pacific e a sua campanha de promover qualquer passageiro com um klout score superior a 40, dando-lhe acesso às suas […]