in Mobile

No início da Web, a maioria dos cibernautas usufruía do seu anonimato para fazer algo que nunca fariam em público. Mas a tecnologia mudou e como sempre, as pessoas também. Hoje em dia, a maioria prefere substituir a sua privacidade pela utilidade, muitos sem aperceberem se das possíveis consequências.

Tinder é uma app que encontra, de forma anónima, aqueles que o acham atrativo e estão por perto. Se retribuir esse elogio, a app sugere uma apresentação (introdução em Inglês). Se não aceitar essa ajuda, ninguém irá saber se gostou ou não.

Uma versão moderna de “hot or not”, um jogo que ficou mundialmente conhecido pelo filme “The Social Network”, Tinder liga-se ao se Facebook mas promete nunca interagir em seu nome. Boa sorte.

A mecânica é simples. Tinder mostra-lhe quem está por perto e acha o atraente, pode assim retribuir e a app permite-lhe interagir com essa pessoa. Voilá, simples. Isto se a pessoa que publicou aquela fotografia é de facto igual à fotografia – mas não se esqueça da regra: quanto mais “perfeito” menos provável.

Sean Rad, Justin Mateen, Jonathan Badeen, e Christopher Gulczynski, criaram Tinder, com o apoio da IAC, empresa responsável pelos sites Match.com e OKCupid.com e já está a ser considerado um enorme sucesso.

Mas existem outras alternativas, se por algum motivo não quiser utilizar Tinder:

  • OkCupid: um clássico que utiliza a matemática para encontrar o seu par perfeito.
  • Zoosk: Com 50 milhões de utilizadores, será difícil não encontrar algo.
  • Tagged: “Gamers looking for love” – uma mistura de amizades e engates.
  • Jazzed (eHarmony): Para quem procura outros com base na fotografia
  • Blendr: “Agite sua vida social. Faça novas amizades, converse e divirta-se muito mais!” Ou seja, engates…
  • Grindr: Um app para utilizadores gay que procuram outros por perto
  • JDate: Para utilizadores Judeus…
  • Are You Interested?: Igual ao Tinder – mostra-lhe fotografias de quem está por perto e o utilizador diz se gosta ou não. Está a umas teclas de um encontro…
  • Sonar: Liga-se ao seu Facebook, LinkedIn, Twitter, Foursquare para saber quem está por perto – ideal para quem não tem mais nada que fazer.
  • Nerve Dating: “Para aqueles que não querem utilizar sites tradicionais para encontrar engates” – huh?
  • O mais inútil mas provavelmente mais honesto: Cloud Girlfriend: Onde os utilizadores criam “idealized virtual characters”, ou seja o que muitos fazem nos outros sites. Mas ao menos aqui sabe que é tudo uma fantochada.
  • Badoo, Twoo, SpeedDate, PlentyofFish e dezenas de outros…

Existem muitos outros, por isso deixem nos comentários outros apps/sites que conhecem e já agora, se tiverem coragem, o resultado da sua utilização.

Write a Comment

Comment