in Social Media

Para quem gere a marca Burger King, estas últimas semanas têm sido uma verdadeira montanha russa. Primeiro chegou o escândalo da carne de vaca que afinal tinha carne de cavalo, algo que veio piorar com a noticia que afinal a carne nem era de vaca, nem de cavalo mas sim de burro.

Mas pelo menos, enquanto os clientes ficavam revoltados e chocados, os acionistas e mercados financeiros demonstravam um certo agrado à noticia que os resultados do seu ultimo trimestre tinham ultrapassado as expectativas dos analistas, resultando num acréscimo de 3% no valor de bolsa.

Burger King Stock

Uma Sexta-feira com boas noticias em que todos foram para casa descansar, nunca imaginando que a semana seguinte iria começar tão mal. A sua conta no Twitter foi alvo de um ataque do grupo Anonymous. Certo que internamente, a administração vai querer saber como é que conseguiram entrar na conta e pior, se de facto a password não tinha sido alterada independentemente de Twitter ter alertado que 250,000 das suas contas tinham tido os usernames e passwords divulgados e/ou comprometidos.

Burger King Twitter

O episódio foi cómico, pelo menos para quem assistia de longe, mas as interpretações são também interessantes. Alguns acham que esta crise criou uma oportunidade, ou seja numa hora só, a conta do Burger King ganhou mais 30,000 seguidores. Mas para todos os efeitos, estes 30,000 estavam a seguir o circo e não a marca. Não vejo qual a oportunidade.

Depois chegaram as reações do publico online, que na sua maioria, estavam perplexos à necessidade da Burger King pedir desculpa pelo facto de alguém lhes retirar o controlo da sua conta. Será que existe mesmo alguém que ache que a Burger King teria alterado a sua estratégia de comunicação?

Quem ainda conseguiu rir um pouco foi a concorrência, nomeadamente a Wendy’s que respondeu a um Tweet que dizia “All eyes on you now, @Wendys” e que mereceu uma resposta bem engraçada “@AlexJamesFitz We have an alibi”.

Certamente que muitos vão analisar os acontecimentos de ontem, sugerindo os “10 erros na utilização de social media” ou “O Que Podemos Aprender Com o Caso Burger King”.

Eu aprendi que existe uma verdadeira oportunidade de crowdsourcing para anedotas, que existem poucas razões para seguir a marca Burger King no Twitter e que Twitter já deveria ter um algoritmo que avisasse quando uma conta de uma marca é alvo de um ataque.

Write a Comment

Comment