in Google

Na constante procura de serviços gratuitos, o utilizador acaba por se esquecer que “there is no such thing as a free lunch”, ou seja o barato, neste caso gratuito, sai sempre mais caro.

Google anunciou a morte súbita do serviço Meebo Bar, aquela barra que muitos blogs e sites utilizavam (até agora) para incluir facilmente, e gratuitamente, funcionalidades que normalmente iriam requerer vários serviços e um programador para os integrar.

Que não haja duvida que Google é uma empresa extraordinária mas que também não haja duvida que na sua estratégia de perpetual beta encapsulado no lema “do no evil”, é fácil pensar o contrario.

É que o seu passado é repleto de mortes súbitas e pior, completamente inesperadas e para muitos, um acto de total irracionalidade. Se por um lado percebe-se o fim do Google Video, após a sua compra do canal YouTube, o resto é um mistério.

Depois de não ter conseguido a devida tração com social networking, e ainda não me refiro ao Google +, Google decidiu na altura lançar o seu serviço Google Wave. Mas pouco depois, esse serviço, como o Google Buzz, foram terminados para dar lugar ao Google +. Serviços que não chegaram a completar o seu segundo aniversário.

Para os utilizadores de BlackBerry, e só para aumentar a sua angustia, Google decidiu simplesmente acabar com o mecanismo de sincronização entre BlackBerry e Gmail, contacts e calendar em Junho de 2012. Google Apps connecter, para o mercado empresarial, continua vivo por enquanto mas imagino que os seus dias estejam contados.

Na introdução da sua nova tentativa a social networking, Google terminou a ferramenta “+” das suas pesquisas, a morte de um veterano que nos acompanhava nas pesquisas desde o inicio de Google em 1997.

Google foi terminando outros serviços tais como Desktop, Notebook, Friend Connect para tudo menos Blogger sempre propondo o seu novo serviço Google +. Ou seja, se a comunidade não escolhe, obriga-se.

Em Março 2012, Google comprou Picnik com grandes promessas só para depois terminar o serviço menos de um ano depois. Nesse mesmo momento, outra morte súbita foi anunciada – Needlebase, uma plataforma de gestão de dados.

Lembram-se de One Pass? A promessa para resolver o problema de pagamentos? Foi. Outros também não resistiram – Google Related e Google Talk para embutir nos sites. A solução nova na altura? Meebo bar. Agora? Dead.

Mas parece que a continuação de um serviço não tem a ver com o seu sucesso, como é o caso de iGoogle que recebia 20% de todas as visitas a Google. Dead too. A mais recente vitima? Google Reader, isto independentemente de ser utilizado ainda por uma base de utilizadores muito importante. Aparentemente, culpa deles por querem tudo de borla.

Por isso, quando Google anunciou ter lançado um novo serviço, ironicamente chamado Keep, um ataque ao Evernote, só os teimosos e surdos é que alguma vez iriam o utilizar. Os meus pêsames antecipados.

De futuro, pense muito bem, antes de investir o seu tempo e recursos para instalar, formar equipas e utilizar serviços gratuitos de um serial killer. A pergunta é, quais as próximas vitimas?

Visite o Cemitério de Tudo Google – Google Graveyard

Google Graveyard

Write a Comment

Comment