in Tecnologia

Sempre que se fala em startups, a pergunta mais comum é “Qual o problema identificado ?” e subsequentemente “Qual a solução ?”. No caso da Duracell Powermat, que vi exibida no Mobile World Congress em Barcelona, em fevereiro deste ano, algo me pareceu fantástico –  conseguir colocar o smartphone a carregar enquanto se consome algo no Starbucks.

Contudo, o que à partida parece ser uma inovação útil, depois de alguma análise verifica-se que o conceito está ainda longe de devolver uma verdadeira solução.

Após vários testes a carregar dispositivos mobile através de um interface wireless, o Starbucks decidiu expandir de Boston para outros locais, nomeadamente Silicon Valley.

O conceito parece tão simples como útil – colocar o seu smartphone e/ou tablet em cima do carregador wireless embutido nos balcões do Starbucks. Enquanto bebe o seu Whaterevercapaccino, carrega o seu dispositivo sem ter que ligá-lo a qualquer carregador.

O problema reside no facto de que a tecnologia ainda não está disponível na maioria de smartphones e tablets. Este serviço utiliza uma tecnologia com base na PMA, Power Matters Alliance, que inclui Procter & Gamble, Google, Starbucks, AT&T, Powermat Technologies e o US Department of Energy.

Mesmo aqueles dispositivos mais recentes que vêm equipados com a funcionalidade wireless charging, não utilizam o estandarte PMA, escolhendo um outro, Qi, mais antigo – Samsung Galaxy 4, Nokia Lumia 928, Nexus 7 e HTC Droid são alguns exemplos que optaram por manter a tecnologia mais antiga.

Apple, mais uma vez, decidiu ficar de fora, não incluindo qualquer tecnologia de wireless charging nos seus iPhones e iPads, optando, provavelmente, por esperar que algum estandarte se torne único e aplicável a todo o mercado.

Mediante este “pequeno” contratempo, a Duracell Powermat vende capas que adicionam a funcionalidade ao seu smartphone. Na realidade, não parece haver um dispositivo no mercado que seja compatível com este sistema, o que nos faz pensar… porquê? Por que investir numa tecnologia que não está preparada para o mercado? Bom, pelo menos o café não mudou no Starbucks.

Update: Hoje chega-nos a notícia que Apple está a preparar um novo update para resolver uma falha de segurança que permite hackers utilizarem o iPhone e iPad para observar e gravar dados dos dispositivos quando se ligam a imitações de wireless chargers. A falha foi identificada dado a ausência de uma alerta no iOS que o dispositivo está de facto a ligar-se a um computador (neste caso, uma capa equipada com um pequeno computador com Linux) e não a um carregador wireless.

Write a Comment

Comment