in Eventos

A imatch é uma empresa pequena com enorme talento. Eu sei porque tenho a sorte de colaborar em vários projetos com eles (fica aqui o disclaimer). Mas de todos os projetos que eles desenvolvem, o Ignite Portugal é aquele conceito que dá mais trabalho, maior despesa e maior gratificação para quem participa e para quem o frequenta – sim frequenta, pois é difícil não voltar depois do primeiro encontro.

Miguel Munoz Duarte

Your Host Miguel Muñoz Duarte – fotografia: Mário Pires

Em vez de escrever sobre o conceito e o seu sucesso nos últimos anos, nomeadamente em 2013, deixo aqui parte do post mais recente – ninguém poderia explicar melhor e de forma mais autêntica:

“Já não sabemos dizer quantas e quantas vezes ouvimos aquela pergunta tão fatídica como assustadora:
“Com que periodicidade é que acontece o ignite portugal?”
Ou então aquela ainda mais assertiva “Olha lá, quando é que é o próximo evento?”
Não sabemos. Ponto. Final e parágrafo.
O Ignite Portugal tem várias características estranhas. Uma delas é essa. Não acontece com nenhuma periodicidade especial, mas sim quando existe uma comunidade, um conjunto de voluntários ou uma vaga de fundo que resolve propor uma data que depois de “aprovada” num sufrágio científico, dá origem a um evento.
É assim de orgânico, espontâneo e sentido.
Podemos fingir que é tudo planeado e até tentar passar uma ideia de que existe uma lógica mas a verdade é que vem cá de dentro. Serendipity no seu melhor.
E, tal como tudo na vida, há muitos que gostam e outros nem tanto. Mas quem vem, não fica indiferente.

E 2013 foi o exemplo vivo disso mesmo.

Como é que podíamos alguma vez prever que este ano iríamos ter quase 30 eventos? T-R-I-N-T-A? sim, sim 30.

Como é que podíamos imaginar que em 2013 iríamos ter mais de 400 oradores, mais de 2.000 pessoas a assistir ao vivo em cerca de 16 cidades do nosso Portugal, mais de 60 paletes utilizadas como palco em comunidades como Braga, Guimarães, Aveiro, Évora, Albergaria-a-velha, Madeira, Açores, Castelo Branco, Covilhã, Santarém, etc…

Foi um ano intenso, com o planeamento possível e a energia que se imagina.
MUITO OBRIGADO a todos.

Mas calma, porque o ano ainda não acabou :-D…”

Visitem a página deles para saberem o que vos espera ainda este ano.

Parabéns à equipa do Ignite, pelo esforço, investimento financeiro e tempo numa altura de crise. Acreditem que esta iniciativa está pensada em si e no que pode aprender de quem tem a coragem de subir à palete para lhe iluminar em 5 minutos com 20 slides que mudam automaticamente.

[youtube width=”602″ height=”350″ video_id=”yyMvP87ujV8″]

Write a Comment

Comment