HTC One (M8) Arrisca Na Inteligência Coletiva da Web

HTC decidiu apostar numa campanha reconhecendo o poder da Web e na premissa que todos juntos criam a tal “inteligência colectiva” (Tim O’Reilly – Collective Intelligence). Assumo que também estejam a contar com o inverso, que por defeito, manifesta-se numa “estupidez coletiva” – algo que se parece mais com a Web que conhecemos hoje.

https://youtube.com/watch?v=WHdYDNs0qq4%3F

Gary Oldman transmite a segurança do produto através de 3 princípios importantes:

  1. Teaser: Podíamos lhe contar tudo mas não vamos – mistério e intriga;
  2. Exclusividade: Não é para todos – joga com a nossa constante procura do que é verdadeiramente diferente e único concedendo uma maior relevância à nossa existência;
  3. Confiança: Pergunte a outros o que acham do nosso produto.

Esta campanha surge só depois de terem percebido qual a reação na Web do seu novo smartphone, com alguns proclamando “A design that puts its rivals to shame”, “Elegant style, raw power, and sophisticated features make the HTC One M8 an excellent smartphone choice for anyone but the most exacting photographer” e “The result offers up something that can compete with Samsung on the technological front yet still stand toe-to-toe with Apple”.

O poder de uma visão retrospetiva.