Galaxy Gear Smart Watch

Surpresa Do Dia: Ninguém Quer o Samsung Galaxy “Smart Watch”

Desde que o Samsung Galaxy Gear foi colocado no mercado à venda, a empresa da Coreia do Sul, conseguiu vender (shipped?) 50,000 unidades, ou seja, 800 a 900 unidades por dia. Mas não devemos confundir inovação com competência, e a Samsung o que tem mais é mesmo competência.

É fácil ir atrás do hype e de todo o nonsense em torno de discussões fúteis sobre a Samsung e Apple. Uma inovou e já não inova, a outra não copiou e agora inovou. Na realidade, para o consumidor, nada disto importa. E era tão óbvio.

“Com o novo Smart watch da Samsung, acabamos com um dilema – falamos para um note gigante ou para o relógio? Arrisco a dizer que ninguém vai querer fazer um ou o outro.”

O Galaxy Gear Smart Watch foi uma aposta errada com uma estratégia assente em pressupostos errados. Um dos meus livros favoritos é o Blue Ocean, nomeadamente o conceito “Create uncontested market space. Make the competition irrelevante”. A Samsung, com a sua preocupação de first mover advantage, simplesmente tornou a concorrência ainda mais relevante, demonstrando que percebe pouco de inovação, isto se considerarmos que alterar o tamanho do ecrã não é inovação.

Desde que o Samsung Galaxy Gear foi colocado no mercado à venda, a empresa da Coreia do Sul, conseguiu vender (shipped?) 50,000 unidades, ou seja, 800 a 900 unidades por dia, conforme a BusinessKorea. Decidiu não produzir mais.

A sua outra “inovação”, telemóveis curvados, tiveram ainda menos procura (sucesso) com 10,000 unidades vendidas desde do seu lançamento há pouco mais de uma semana.

Mas não devemos confundir inovação com competência, e a Samsung o que tem mais é mesmo competência. Os lucros para o terceiro trimestre de 2013 bateram todos os seus recordes – $ 9.6 mil milhões de USD. O mercado de smartphones pode ter atingido, por agora, um plateau, mas as suas versões mais baratas e a unidade que produz memory chips duplicaram desde o ano passado. Samsung é praticamente a única marca responsável pela penetração de Android pelo mundo fora.

É pena que a Samsung sente necessidade de alterar a sua estratégia para acomodar os acionistas e aqueles que continuam erradamente, internamente obcecados com a Apple. Até porque independentemente da Apple manter-se fiel à sua estratégia, o futuro não é garantido para nenhuma empresa mas a Samsung tem a vantagem da sua diversificação no portfólio dos seus produtos.

Show 1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.